Daily Archives

8 de junho de 2021

A desobediência de Adão e Eva e a Graça de Deus sobre a humanidade (Gênesis 3)

História 3 – A desobediência de Adão e Eva e a Graça de Deus sobre a humanidade (Gn. 3)

Texto: Elias Barbosa da Silva

Revisão: Pastor Elissandro Rabelo

Vimos que Deus criou o mundo com toda a sua beleza e também plantou um jardim chamado Jardim do Éden, onde o homem e a mulher iriam viver glorificando a Deus e desfrutando de tudo aquilo que Deus lhes tinha dado. Eles iriam trabalhar com alegria, servindo a Deus, cuidando do jardim e também cuidando um do outro e dos filhos que lhes iriam nascer, pois Deus lhes tinha mandado multiplicar e encher a terra (Gn. 1.28) . Eles viveriam em comunhão perfeita com Deus e um com o outro. Esta foi uma aliança que Deus fez entre Ele e a humanidade. Deus seria seu pai bondoso e que lhes providenciaria tudo que eles precisassem para viver como Seus filhos amados. Uma aliança é um acordo. E todo acordo tem duas partes. O homem também precisava assumir responsabilidades. Além de cuidar e governar a terra, o homem precisava se relacionar com Deus lhe obedecendo e honrando como Criador.

Vocês lembram que no meio do jardim do Éden havia duas árvores bem especiais: a árvore da vida e a árvore do Conhecimento do bem e do mal. Deus fez a seguinte exigência ao homem: “Você pode comer à vontade de toda árvore que está no jardim, menos da árvore do conhecimento do bem e do mal, porque se você comer dessa árvore, você vai morrer.” Gênesis 2.16.

Não sabemos exatamente como era o fruto dessa árvore e certamente não podemos dizer que era uma maçã, pois a Bíblia não diz isso. Essa imagem aqui é apenas uma ilustração diferente para tentar tirar da cabeça aquela ideia da maçã como o fruto proibido. Mas o que importa é que para o homem e para a mulher, a ordem era clara. Eles não tinham dúvida sobre qual era a árvore proibida.

O homem e a mulher foram capacitados por Deus para viverem uma vida de obediência e comunhão com Ele. Mas Deus também lhes deu liberdade para se relacionar verdadeiramente com Ele. E essa liberdade foi testada.

Entre os animais que Deus criou havia a serpente. Não sabemos ao certo como era essa serpente, mas a Bíblia diz que ela era o mais esperto de todos os animais. E satanás usou a serpente para se aproximar primeiramente da mulher e se comunicar com ela. Satanás também é conhecido como diabo. Ele é um anjo que se tornou rebelde e não queria obedecer a Deus e por isso foi expulso do céu para a terra. Ele é inimigo de Deus. Nós sabemos pela Bíblia que o diabo é o pai da mentira (João 8.44). E ele usou essa sua habilidade para enganar a mulher. Ele perguntou a mulher: “Deus disse para vocês não comerem de toda a árvore do jardim.” E ala respondeu: “podemos comer de toda a árvore do jardim, menos da árvore do conhecimento do bem e do mal, pois se comermos dela nós morreremos.” Gn 3.2-3.

O diabo então continuou sua conversa e mentiu para a mulher dizendo que eles não iriam morrer se comessem daquela árvore, mas que iriam ser iguais a Deus.

A mulher, então, acreditou na serpente e preferiu desobedecer a ordem que Deus tinha dado. Ela achou que a árvore era boa para se comer e desejável para dar entendimento, então pegou do fruto e comeu; e além de ter desobedecido ela também deu ao seu marido e ele comeu, assim também desobedecendo.

Assim que os dois comeram, eles ficaram muito envergonhados um do outro. A pureza que eles tinham antes deu lugar a vergonha. Antes eles não tinham maldade no coração e por isso nem precisavam de roupas. Mas agora, envergonhados, eles pegaram folhas de uma árvore e fizeram roupas para se vestirem e tentarem cobrir a vergonha deles. E depois quando Deus chegou no jardim, eles ficaram com muito medo e tentaram se esconder.

Mas não dá para se esconder de Deus! E nem dá para esconder nossos pecados de Deus! Ele sabe de tudo. Mesmo assim, Deus procurou o homem e a mulher e conversou com eles para ouvir deles o que eles tinham feito.

Deus começou pelo homem, porque o homem foi criado primeiro. Ele tinha um papel de liderança e deveria ter sido fiel, mesmo quando sua mulher veio e lhe ofereceu do fruto proibido. Ele deveria ter lembrado de todo o ensino de Deus e do amor de Deus com ele, mas ele desobedeceu. Deus então lhe perguntou por que desobedeceu. Mas ao invés de se arrepender de seu pecado, o homem jogou a culpa na mulher. Ele disse: “foi a mulher que me deste que me deu do fruto e eu comi!” Gn 3.12. Vejam que na verdade, o homem está dizendo que a culpa é de Deus! É como se ele dissesse: “a mulher que o Senhor me deu não foi bem feita! Então a culpa não é minha! É Sua!”

Deus então continuou o seu julgamento e chamou a mulher. Ela também recebeu o ensinamento correto do que precisava para viver em comunhão com Deus. Deus então lhe perguntou por que ela desobedeceu. E a resposta dela também não foi de arrependimento e confissão de pecado. Ela apontou para a serpente. Ela disse: “a serpente me enganou e eu comi!” Gn 3.13.

No caso da serpente não houve perguntas, mas apenas condenação, pois ela era Satanás, o diabo! Não há defesa para o diabo! Ele ama a mentira e a morte das pessoas. Ele estava feliz por ter arruinado a obra de Deus. Deus então amaldiçoou satanás, avisando sobre sua derrota final.

Deus foi amoroso com sua criação e não a destruiu, mas ele mostrou ao homem e a mulher que o pecado sempre tem consequências.

Ele disse a mulher que a partir daquele momento ela iria sentir dores ao dar a luz a uma criança e que agora, o relacionamento amoroso e pacífico que ela tinha com seu esposo, seria vivido em meio a uma luta e sua vontade agora seria governada por seu marido.

E a Adão Deus disse que a terra seria maldita por causa do pecado dele. Agora ele não iria ter toda aquela quantidade de frutas que ele tinha no paraíso de maneira tranquila. Ele teria de trabalhar duro e suar bastante para conseguir sua comida e a terra que antes só tinha árvores e vegetação perfeita, agora vai começar a produzir espinhos e mato. O trabalho não seria mais um prazer para o homem, mas um peso e obrigação.

E Deus também disse que um dia eles iriam retornar ao pó, significando agora que um dia a morte chegaria até eles.

Tudo isso foi muito triste e trouxe consequências para toda a humanidade. Mas já vemos aí a misericórdia e graça de Deus. Ele poderia ter destruído tudo, mas ele já tinha uma solução para a salvação da humanidade.

Quando ele estava amaldiçoando a serpente, ele deu esperança para Adão e sua mulher. Ele falou que um filho que nasceria de uma mulher e derrotaria a serpente. Isso mostrou que Adão e sua mulher continuariam vivos e poderiam ter filhos e viver, mas sabemos que agora a vida não seria fácil e agora eles iriam viver uma luta constante entre aqueles que amam a Deus e aqueles que seguem o diabo que é o pai da mentira.

Adão deu o nome de Eva a sua mulher, pois ela seria a mãe de todos os seres humanos.

Depois disso, Deus fez roupas de peles para Adão e Eva e os expulsou do jardim do Éden e colocou anjos para proteger o jardim e assim eles não poderiam mais voltar.

A desobediência de Adão e Eva teve várias consequências. Primeiro eles quebraram o relacionamento deles com Deus; depois por causa de seu pecado, toda a terra e a humanidade foi amaldiçoada e nós também sofremos por causa do pecado.

Tudo que Deus tinha dito que aconteceria se eles desobedecessem estava acontecendo. Mas Deus foi bondoso com eles. Eles deveriam morrer, mas Deus desviou a sua ira deles, prometendo uma salvação e uma reconciliação. Mas até que essa salvação perfeita chegasse, era preciso entender a seriedade do pecado. Adão e Eva não morreram naquele momento, mas sangue foi derramado em lugar deles.  Adão e Eva tentaram cobrir sua vergonha com roupas feitas de folhas de figueira, mas Deus fez roupas de peles de animais e os vestiu. Então, para cobrir a vergonha do pecado de Adão e Eva, foi necessária a morte de um animal inocente.

Crianças, tudo isso apontava para nosso Salvador Jesus Cristo, o Filho de Deus. O descendente da mulher que irá esmagar a cabeça da serpente e também o cordeiro de Deus, que foi sacrificado na cruz para cobrir a vergonha do pecado e nos reconciliar com Deus.

Vemos aí a Graça de Deus sobre a vida de Adão e Eva e também nós já podemos desfrutar um pouquinho dessa Graça de maneira muito especial, pois nós já conhecemos nosso Senhor Jesus Cristo por meio de Sua Palavra.

Que Deus nos abençoe!

Perguntas para fixação de aprendizagem

1 – Qual foi a regra que Adão e Eva desobedeceram?

2 – Quem era a serpente?

3 – Quando Deus chegou no jardim, Adão e Eva tentaram se esconder. Será que dá para se esconder de Deus?

4 – Quando Deus falou com Adão e Eva para saber o que eles fizeram, Adão culpou Eva, e Eva culpou a serpente. Alguma vez você já colocou a culpa em outra pessoa por algo que você tenha feito de errado?

5 – Quem é o Salvador perfeito que vai destruir Satanás e nos reconciliar para sempre com Deus?

MATERIAIS DE APOIO A ELABORAÇÃO DA HISTÓRIA.

1 – Bíblia de Estudo de Genebra.

2 – Marty Machowski. The Gospel Story Bible: discovering Jesus in the Old and New Testaments. New Growth Press, Greensboro, NC (USA). 2011

3 – S. G. De Graaf, Promise and Deliverance (vol. 1). Paideia Press. St. Catharines. Ontario (CA) 1977

A criação do Homem e da Mulher – Gênesis 2.4-25

História 2 – A criação do Homem e da Mulher – Gênesis 2.4-25

Texto: Elias Barbosa da Silva

Revisão: Pastor Elissandro Rabelo

Em Gênesis 1, nós lemos o relato de toda a criação de Deus. Aprendemos que do nada, Deus trouxe a existência todas as coisas: a luz, o céu, as águas, o sol, a lua e as estrelas, a terra, a vegetação e todas as espécies de animais e por fim, a mais nobre de todas as criaturas de Deus: o homem, e depois sua esposa.

Apesar de que toda a criação de Deus foi algo maravilhoso, onde o próprio Deus mostrou diversas vezes sua satisfação com aquilo que ele criou, a criação do homem foi o ponto mais especial. Na verdade, podemos dizer que tudo estava sendo preparado para que fosse completo com a chegada do homem. Com detalhes, o Capítulo 2 de Gênesis nos mostra como aconteceu a criação do homem.

Primeiro é importante lembrar que somente os seres humanos foram feitos a imagem de Deus. Em Gênesis 1.26 está escrito“Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança; tenha ele domínio sobre os peixes do mar, sobre as aves dos céus, sobre os animais domésticos, sobre toda a terra e sobre todos os répteis que rastejam pela terra.” “Imagem e semelhança de Deus” não quer dizer que o corpo do homem era igual a Deus, pois Deus é espírito. Ele não tem corpo. Às vezes a Bíblia fala sobre “o dedo de Deus”, “a mão de Deus”, “o coração de Deus”, mas isso é apenas uma forma de comunicar de maneira que nós podemos entender. A imagem e semelhança de Deus significa que o homem é capaz de entender e agir; que ele é capaz de governar, temer e servir a Deus e que ele foi criado em pureza e retidão. O homem foi criado capaz de se relacionar com Deus de uma maneira que nenhuma de suas criaturas poderia.O Salmo 8.5-6 nos diz “Fizeste-o, no entanto, por um pouco, menor do que Deus  e de glória e de honra o coroaste. Deste-lhe domínio sobre as obras da tua mão e sob seus pés tudo lhe puseste:”

O homem então foi o representante de Deus aqui na terra, dominando e cuidando de toda a sua criação.

Então, no sexto dia, Deus resolveu criar o homem. Para criar o homem, Deus usou do pó da terra. Depois de formá-lo, Deus soprou no nariz do homem o fôlego da vida e assim o homem passou a existir. Gênesis 2.7. Tendo formado o homem, Deus o colocou em um jardim muito especial que foi plantado pelo próprio Deus, onde Adão poderia viver. Lá havia todo tipo de árvores belas e cheias de frutos. E havia também duas árvores muito especiais: a árvore da vida no meio do Jardim e a árvore do conhecimento do bem e do mal. Ele poderia comer de toda a árvore do jardim, menos da árvore do conhecimento do bem e do mal.

Mas Deus não parou com a criação do homem. Ele sabia que não era bom que o homem estivesse só. Ele precisava de alguém pra ser sua companheira e sua melhor amiga. O homem conhecia todos os animais e nenhum deles poderia lhe completar. Então Deus fez o homem adormecer, como se ele estivesse anestesiado, e então tirou uma das costelas do homem e fechou o lugar com carne. E a costela que o Senhor Deus tirou do homem, transformou em uma mulher e lhe apresentou ao homem. Gênesis 2.21-22. Imaginem a felicidade do homem quando ele viu, finalmente, alguém que combinava com ele! Ele ficou tão feliz que fez um poema: “Esta, afinal, é osso dos meus ossos e carne da minha carne; será chamada de varoa, porque do varão ela foi tomada.” Gn 2.23.

No Capítulo 3 nós descobrimos que o nome do homem é Adão e o nome da mulher é Eva. Aqui nós vemos o primeiro casamento. Dois seres que combinam e se completam, o homem criado para a mulher e a mulher criada para o homem! Ambos criados para a glória de Deus e que agora vão se relacionar de maneira completa na presença de Deus. Eles se tornaram uma só carne. O versículo 24 de Gênesis 2 diz: “Por isso, deixa o homem pai e mãe, e se une à sua mulher, tornando-se os dois uma só carne.” Foi assim que nasceu o casamento conforme o plano de Deus. É da vontade de Deus que uma mulher seja entregue a um homem e os dois se casem e passem a viver juntos até que a morte os separem. 

Os dois se amavam e se respeitavam. Eles viviam em perfeita harmonia. Um não tinha vergonha do outro. Não havia maldade em seus corações. Eles foram criados para se relacionarem entre si e com Deus em obediência e santidade. E Deus lhes deu tudo que eles precisavam para viver assim.

Assim como Adão e Eva, nós também podemos manter um relacionamento verdadeiro com Deus, pois também somos seus filhos e filhas.

Que Deus abençoe vocês.

Perguntas para refletir

1 – Em qual dia Deus criou o homem e a mulher?

2 – Como Deus criou o homem?

3 – Como Deus criou a mulher?

4 – Porque os seres humanos são mais especiais que todo o resto da criação?

Materiais de apoio a produção da história:

1 – Bíblia de Estudo de Genebra.

2 – Marty Machowski. The Gospel Story Bible: discovering Jesus in the Old and New Testaments. New Growth Press, Greensboro, NC (USA).

3 – Mathew Henry. Comentário Bíblico do Antigo Testamento – Volume I – Gênesis a Deuteronômio. CPAD 2017.

A Bela Criação de Deus. Gênesis 1.1-2.3

História 1 – A Bela Criação de Deus. Gênesis 1.1-2.3

Texto: Elias Barbosa da Silva

Revisão: Pastor Elissandro Rabelo

Você já foi a uma praia? Já viu aquele mar belo e que nem dá pra ver o fim, com suas belas ondas quebrando na beira da praia? Já viu uma floresta? As pessoas que moram em sítios e no interior são acostumados a ver várias florestas.  Nelas a gente vê vários tipos de árvores, grandes e pequenas, com frutas e sem frutas. Já prestou atenção ao céu durante o dia e durante a noite? Durante o dia, naqueles dias ensolarados, dá pra ver aquele céu lindo e azul com belas nuvens, que as vezes até parecem algodão doce, não é? E durante a noite você consegue ver as estrelas e a lua. E você já foi num zoológico? Os zoológicos são um bom lugar para a gente poder ver vários tipos de animais.Lá tem ursos e leões enormes, jacarés e também tem passarinhos, cobras e em alguns tem até peixes e tubarões. São muitos os tipos de animais, não é? Você sabia que tudo isso foi criado? Pois é! Deus criou todas as coisas. Tudo que nós vemos: o céu, as estrelas, o sol, a lua, os mares, as montanhas, os animais e até eu, você e sua família, fomos criados por Deus. A Bíblia conta isso no seu primeiro livro, chamado Gênesis no capítulo 1.

Antes das coisas serem criadas, existia apenas Deus, Jesus Cristo e o Espírito Santo. Em Sua Soberania, O Deus triúno decidiu criar para sua própria glória, a partir do nada, o universo. Do nada significa que Deus não usou nada para criar a terra, além de sua própria sabedoria e palavra.

Logo no início então ele criou os Céus e a terra, mas não havia nada ocupando nosso planeta. Era tudo sem forma e vazio. Apenas o Espírito de Deus que se movia por sobre as águas. Então Deus começou a sua obra. Em seu primeiro dia de trabalho, Ele disse: haja luz e então a luz apareceu. Deus ficou muito satisfeito com a luz que tinha criado e então ele fez separação entre a luz e a escuridão. Ele chamou a luz de dia e a escuridão de noite. Assim ele terminou o trabalho do primeiro dia da criação. Então veio o segundo dia de trabalho. Deus então criou o firmamento, que conhecemos como Céu. E fez separação entre as águas que ficam no céu (as nuvens) e as águas que ficam debaixo do céu. Chegamos ao terceiro dia de trabalho. As águas que Deus tinha separado no segundo dia, cobriam toda a terra. Não tinha nenhum lugar seco sequer! Mas então Deus ordenou a todas as águas debaixo do céu a se juntarem num só lugar e que aparecesse a porção seca. Deus chamou o ajuntamento das águas de mares e a porção seca chamou de terra. Deus então ordenou que na terra nascesse todo o tipo de vegetação. Foram criadas então as florestas com todos os tipos de árvores que dão fruto e as que não dão fruto. Deus ficou muito satisfeito com o que tinha criado até o terceiro dia. Imaginem que beleza! Vocês lembram que a terra era sem forma e vazia. E que até o terceiro dia, Deus já tinha criado a luz para diferenciar o dia da noite, depois criou o céu, fazendo a separação entre as águas em cima nos céus e as águas em baixo do céu e que acabamos de ouvir que ele criou os mares, a terra seca  e todas árvores que existem. Deus está criando um quadro perfeito e belo, cheio de cores e formas. E vai ficar mais belo ainda. No quarto dia, Deus criou o sol para iluminar a terra durante o dia e a lua para iluminar a noite. Ele fez também as estrelas. O sol, a lua e as estrelas não existem apenas para ficarem bonitos no céu pra gente olhar! Eles também servem como sinais para as estações, os dias e os anos. Por meio do sol e da lua nós também sabemos quando está de dia e quando está de noite. E viu Deus que isso era bom! No quinto dia, foi o dia em que Deus criou todos os animais que habitam as águas e o céu. Os animais aquáticos (como o pequeno cavalo marinho e as grandes baleias); os animais do céu (como o pequeno beija-flor e as águias). Deus ficou muito satisfeito com o que ele criou. Deus ordenou que eles se multiplicassem e tivessem vários filhotes para povoar as águas e o céu. No sexto dia, Deus ordenou que a terra produzisse os animais viventes, dentre eles todos animais domésticos (como a ovelha e a vaca); os répteis(como a lagartixa e o crocodilo) e todos os animais selvagens (como a onça e o gorila). Mas logo em seguida, Deus coroou a sua obra com a criação do homem e da mulher. Os detalhes sobre a criação deles nós veremos na próxima história. Mas aqui é importante dizer que de toda a criação, foi apenas na criação do homem que Deus começou dizendo: Façamos o homem a nossa imagem e semelhança. Então, o homem foi criado para coroar a criação. Fomos criados para cuidar de toda a criação especial de Deus. Assim como toda a criação, nós também fomos criados para a glória de Deus. O homem e a mulher também deviam ter filhos e encher a terra. Deviam também cuidar dela e dominar sobre todos os animais. É como se o homem e a mulher fossem o rei e a rainha da criação. E viu Deus tudo quanto fez e concluiu que era muito bom.

No sétimo dia, Deus descansou de toda a obra que fez. Ele não descansou porque estava cansado, mas porque ele estabeleceu um dia para que servisse de lembrança e para que o adoremos. Deus criou todas as coisas para sua glória e reservando um dia para descansar, ele nos ensina a nos lembrar de toda a obra da criação que ele fez. Esse dia no início foi o sábado, mas no Novo Testamento mudou para o domingo. Veremos como foi isso em outra história.

Bom, no início nós falamos que antes de tudo ser criado, Deus estava na Eternidade como o Deus triúno (Deus, Jesus Cristo e o Espírito Santo). No novo testamento, em Colossense 1.15,16, o Apóstolo Paulo falando sobre Jesus Cristo diz que todas as coisas foram criadas por meio dele e para ele. Também Hebreus 1.1-2 diz que Jesus Cristo é o herdeiro de todas as coisas e por meio dele também o universo foi criado. E João em seu Evangelho, Capítulo 1, versículo 3 diz: “Todas as coisas foram feitas por intermédio dele, e, sem ele, nada do que foi feito se fez.”

DEUS CRIOU O MUNDO PARA SUA GLÓRIA

É maravilhoso ver a trindade envolvida na obra de Criação. Que você admire cada vez mais a criação do nosso Deus.

Que Deus abençoe vocês.

Perguntas para refletir:

1 – Em quantos dias Deus criou o mundo? (Lembre-se que no sétimo dia, a obra já estava criada e ele apenas descansou do que tinha feito)

2 – Depois de ler Gênesis 1 com seus pais, você acha que Deus gostou daquilo que Ele criou?

3 – Qual parte da criação de Deus você acha mais incrível?

Fontes usadas para elaboração da história.

1 – Bíblia de Estudo de Genebra.

2 – Marty Machowski. The Gospel Story Bible: discovering Jesus in the Old and New Testaments. New Growth Press, Greensboro, NC (USA).

3 – Mathew Henry. Comentário Bíblico do Antigo Testamento – Volume I – Gênesis a Deuteronômio. CPAD 2017.